GÊNERO MASDEVALLIA (Orquídeas incomuns)

Masdevallia Angel Tang (Híbrido entre: Masdevallia veitchiana x Masdevallia tonduzii.)

Produção: divisão. Tipo: híbrido. Tamanho da muda: adulta. Cultivo: fácil desde que em local fresco e úmido. Floração: qualquer época, frequente. Duração das flores: uma semana. Tamanho quando adulta: até 30cm. Tamanho da flor: 7 cm. Quantidade de flores: 1 por haste, diversas em sucessão

A Masdevallia é um gênero com cerca de 350 espécies usualmente de região montanhosa fria  e nublada dos tópicos do Novo Mundo.  São conhecidas pelas flores atraentes  de sépalas fundidas em uma estrutura de tubo.  De origem de região fria e úmida faz dela uma boa escolha para locais amenos ou clima costal. A maioria das espécies e híbridos são compactos suficientes e podem facilmente se acomodar nos  parapeitos das janelas.

Para sucesso no desenvolvimento deste gênero observar :

Luz : Luminosidade de 1.000 a 1.500 velas, 2 horas de luz solar filtrada por dia.

Temperatura :  Temperatura recomendada  durante o dia de 18 a 24º C e à noite de  13 a 16º C.  Requer cuidados em temperatura  acima de 27º C durante o dia.

Rega : Devem ser constantemente molhadas, porque as plantas possuem muito pouca reserva de água.  As raízes devem ficar quase secas antes de regar novamente.  Recomenda-se regá-las 1 a 2 vezes por semana.

Umidade  : é um fator crítico para a cultura, o ideal é de  60 a 80%. Movimento do ar é essencial devido à umidade do ar do ambiente.

Adubação:  Recomenda-se  a aplicação bem diluída regularmente  em plantas em atividade de desenvolvimento.  Aplicar a formulação 30-10-10 2 vezes ao mês em plantas com substrato de casca de pinus  20-20-20 em outros substratos.

Replantio:  o melhor período é no inverno ou início da primavera, antes do calor do verão.

As plantas devem ser reenvasadas frequentemente, cada 1 ou 2 anos, antes que o substrato se decomponha. Utilizar  substrato de casca de pinus de granulação fina ou esfagno em vaso de plástico.

A planta deve ficar no centro do vaso  para  permitir que os novos brotos se desenvolvam ocupando toda a superfície do vaso, acomode as raízes dentro do vaso e preencha o espaço vazio com o substrato fixando bem a planta.

Mantenha a umidade bem alta e o substrato ligeiramente úmido  até que novas raízes comecem a surgir.

Fonte: http://www.orquideasdemairipora.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=82&Itemid=83

Nota: Nota: Este gênero de orquídeas possui espécies para todas letras do alfabeto !

Anúncios

Publicado por

orchidsweb

Embora seja orquidófila de uma orquídea só (só possuo um exemplar) sou apaixonada por flores e entre elas as orquídeas são destaque. Por este motivo resolvi publicar em um blog minhas leituras e pesquisas sobre este tema com o objetivo de compartilhá-los com outros tão apaixonados por flores e orquídeas quanto eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s